11 junho 2017

COPA DE 2002 VOLTA A MÍDIA.

Um documentário da TV alemã ARD/WDR  acusou o ex-lateral Roberto Carlos de dopagem. Segundo a reportagem, o ex-jogador foi paciente do médico Júlio César Alves, que teria prescrito substâncias proibidas a atletas em sua clínica, em Piracicaba, no interior paulista. Inclusive, ele teria sido visto por uma testemunha no local em julho de 2002, um mês depois de ter conquistado a Copa do Mundo com a Seleção Brasileira.

Na reportagem, o médico, sem saber que estava sendo gravado, afirma que cuidava de Roberto Carlos desde os seus 15 anos e que foi fundamental para o fortalecimento de suas coxas. Júlio César ainda orientava seus pacientes a não tomar os medicamentos receitados 15 dias antes de competirem para não serem pegos nos exames antidoping.

Nenhum comentário:

CONCILIAÇÃO ITINERANTE EM BOM LUGAR.

 O  Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), por meio do projeto Conciliação está oeferencendo um serviço itinerante para  a população de Alt...