Este blog tem por objetivo apresentar fatos sob a ótica de seu idealizador, permitindo a todos um espaço para livre manifestação de pensamento.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

POVO x JUSTIÇA.


Em pesquisa feita menos de uma semana depois da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em segunda instância, os brasileiros se dividiram quando questionados pelo instituto Datafolha, em dados divulgados pelo jornal Folha de S.Paulo na quinta-feira (01), a respeito do direito do petista disputar a Presidência da República nas eleições de outubro.
Enquanto 51% acreditam que Lula não deveria poder ser candidato, outros 47% defendem a colocação do seu nome. A diferença entre os dois percentuais fica dentro da margem de erro do levantamento, que é de 2% para mais ou para menos.
Para conseguir se candidatar, o ex-presidente deve apresentar seu registro na data prevista e buscar um efeito suspensivo nas cortes superiores para retardar o efeito da pena.
A expectativa da maior parte dos eleitores questionados é que o petista deve conseguir algum instrumento que o permita estar na disputa. Segundo o Datafolha, 32% afirmam que ele vai, “com certeza”, ser candidato, enquanto outros 21% dizem que Lula “talvez” disputará, somando 53% do eleitorado. Outros 43% acreditam que ele não vai concorrer e 4% não responderam.

Na região Nordeste, o apoio ao seu direito de ser candidato chega a 73%. No Norte, são 53% a favor da presença dele como presidenciável. 

Não sou mais eleitor do Lula, mas sempre dou razão para a maioria. Só falta agora a cúpula de Curitiba dizer que nós somos burros e não sabemos escolher candidato. ´

Nenhum comentário: