29 setembro 2014

A PF TRABALHANDO.

O Estado de S.Paulo
No aeroporto maranhense de Imperatriz, uma equipe da Polícia Federal (PF), mobilizada a partir de uma suposta denúncia anônima e chefiada pelo delegado regional do órgão, invadiu um avião de campanha do senador Edison Lobão Filho, candidato ao governo do Estado – pelo PMDB, claro.
De armas em punho, os federais revistaram o aparelho, os carros e a bagagem da comitiva do candidato atrás de dinheiro de caixa 2 da candidatura de Lobão Filho. 

A diligência deu em nada e os policiais se retiraram, deixando como encontraram os bens vistoriados.

Nesta quinta-feira, o PMDB no Maranhão acusou que a ação teria partido ou do pai do delegado, Paulo Cruz Viana, ex-prefeito da cidade de Sítio Novo do Maranhão ou do próprio ministério da Justiça, na figura do secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão. Abrão declarou apoio à candidatura de Dino durante essa semana. Lobão defendeu até o abastamento de Abrão do cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui. Sua opinião é importante e ajuda a formar a consciência coletiva.