19 fevereiro 2016

PODER NÃO SE ENTREGA.



O jornalista Abel Carvalho,  sempre observando os fatos políticos da região do médio mearim,  informou que o ex-prefeito e ex-deputado federal José Vieira Lins anunciou ainda em almoço que reuniu seus dois principais aliados políticos no município de Bacabal, o também ex-prefeito Raimundo Nonato Lisboa e o professor e advogado Bento Vieira, que é pré-candidato a prefeitura de Bacabal nas eleições de outubro próximo. 

O que causa estranhesa é que Zé Vieira é hoje é filiado ao Partido Progressista (PP), legenda em Bacabal controlada pelo odontólogo e empresário Gilberto Lacerda (principal aliado do prefeito Zé Alberto e defensor da alinça com Vieira).

Daí me fez lembrar de outra briga partidária. Apesar de ser o único deputado Federal de Bacabal,  Alberto Filho (que defende a reeleição de seu pai Zé Alberto em 2016) hoje é apenas um simples membro do PMDB,  sem qualquer importância no diretório municipal. Só para relembrar, Alberto Filho perdeu o diretório local para o vereador Serafim Reis (que defende a eleição do deputado Estadual Roberto Costa).

Como a briga política tende a esquentar com a entrada de Zé Vieira na disputa eleitoral, o deputado federal dá adeus a possibilidade de aliança (esperava que Patricia Vieira aceitasse ser vice de seu pai). 

Mas o que tem a ver o PMDB com isso?

Caso o jovem deputado divesse sido mais habilidoso teria mantido a presidência do diretório local e obrigaria Costa a uma disputa interna. Com a  força da administração municipal sobre o diretório seria possivel anular um adversário. 

Como não fez,  agora será obrigado a enfrentar dois - Roberto Costa e Zé Vieira (que conta com o apoio de Dr. Lisboa e Bento Vieira).

Repetindo o ditado alheio,  "como dizia minha santa vozinha, quem não ouve quieto ouve como está". 

Um comentário:

Waltersar Carneiro disse...

Sobre o título caro colega. Também defendo que poder não se entrega. Prefiro pensar com Foucault que diz que "poder não é algo que se possa possuir ... poder se exerce".

Waltersar Carneiro

MAIS SOBRE ARMAS E CACs.

 Li nas redes sociais e resolvi reproduzir. São boas perguntas e merecem uma reflexão. Eu não consigo entender tanta gente "colecionand...