domingo, 8 de dezembro de 2019

*ESPELHO VELHO*

Quando um dia velho for 
Ao depor pra humanidade 
Vou contar pra quem passou 
Por esta coisa da idade 
Lá no canto onde estiver 
Considerado coisa qualquer 
Para os de casa ou da rua: 
“Gente ruim velho não quer” 

Estarei mais perto de Deus 
Já rumando pra eternidade 
As mágoas que um dia passei 
No passado em vão ficarão 
E neste ciclo de verdades 
Já no leito das saudades 
Lembrarei todos sorrisos 
Até de quem me abandonou.

Em muitas casas é assim  
Velho dar muito trabalho 
 Tem de ficar sempre de lado 
Sendo pobre é maltratado 
Pisoteado ou amassado 
Por muitos que no passado 
Do suor outrora evaporado 
Sustentou gente ruim 

 Quando um dia for velho 
Saberão que existe Deus 
Aqueles que hoje gritam 
 Massacram ou crucifixam 
Julgam e não dão valor 
Ao envelhecido humano 
Que das vestes já foi o pano 
Como pai só deu amor. 

Estão todos perdoados 
 Porém todos avisados 
 O meu tempo se passou 
Torço que sejam amados 
Até o filho desalmado 
Eu, Jesus te perdoou 
 Ainda contando os dias 
Desejo toda alegria 
 Muita sorte ao doutor! 

 Por Luiz Eufrasio Ribeiro Filho.
Fonte: redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui. Sua opinião é importante e ajuda a formar a consciência coletiva.

Na PGR, associação de povos indígenas denuncia Bolsonaro por racismo Em live, presidente disse que " cada vez mais, o índio é um ser...