21 setembro 2020

CEGO É QUEM NÃO QUER VER.

“A polarização que domina o Brasil nos levou a um efeito colateral de consequências nefastas: a morte do senso crítico. Desapareceu entre nós a vocação para diferenciar fatos de versões, realidade de fantasia”. 

Pego emprestado o pensamento do articulista Felipe Machado para avaliar a realidade de Bacabal. Nossa cidade está repleta de obras abandonadas, com uma rede de esgoto que custou milhões e nunca funcionou e tudo que se consegue enxergar é se passou ou não asfalto na minha rua.

 

Não se questiona porque as escolas estão fechadas, mesmo tendo sido gasto milhões em reformas.

 

Não se questiona quanto custa reformar um hospital e pagar o aluguel de dois outros particulares. 

 

Já nos acostumamos com a merda correndo em nossas portas. Sim, nossos esgotos não são de lama não, mas isso não importa.

 

O que verdadeiramente importa é garantir o salário miserável é pago aos cabos eleitorais desfaçados de funcionários públicos contratados. Só importa o “nós contra eles”.

 

Esse cenário se repete na política nacional, que se apequenou aos níveis paroquianos e transformou a política em território de boçais, a ponto de me fazer repetir uma frase que tanto critiquei no passado: eu não gosto de política. Pelo menos não dessa política.

 

 

Nenhum comentário:

CONCILIAÇÃO ITINERANTE EM BOM LUGAR.

 O  Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), por meio do projeto Conciliação está oeferencendo um serviço itinerante para  a população de Alt...