17 novembro 2016

BATE BOCA NO SUPREMO.

Os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes trocaram farpas durante a sessão desta quarta-feira (16) no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).
Lewandowski questionou um pedido de vista de Mendes, mesmo após ele já ter votado em relação a uma ação. Em geral, os ministros pedem vista quando querem mais tempo para analisar um caso antes de votar, interrompendo o julgamento e adiando a decisão final para uma data indefinida.
“O ministro Gilmar Mendes já não havia votado? Eu tenho impressão que acompanhou a divergência. ... e pediu vista? Data vênia, um pouco inusitado”, observou Lewandowski.
“Enquanto eu estiver aqui eu posso fazê-lo [...]. Vossa excelência fez coisa mais heterodoxa...”, rebateu Mendes.
“Eu, graças a Deus, não sigo o exemplo de vossa excelência em matéria de heterodoxia. Graças a Deus, e faço disso ponto de honra”, treplicou Lewandowski.
“Basta ver o que vossa excelência fez no Senado”, respondeu Gilmar Mendes a Lewandowski, em referência indireta à decisão de Lewandowski no processo de impeachment que permitiu à ex-presidente Dilma Rousseff voltar a exercer funções públicas, apesar da condenação.
“No Senado? Basta ver o que vossa excelência faz diariamente nos jornais...”, disse Lewandowski.
“Faço isso inclusive para poder reparar os absurdos que vossa excelência faz”, rebateu Mendes.
"Absurdos não, vossa excelência retire o que disse. Vossa excelência está faltando com o decoro não é de hoje. Eu repilo qualquer... Vossa excelência por favor me esqueça!”, rebateu Lewandowski.
“Não retiro”, disse Mendes.

Nenhum comentário:

CONCILIAÇÃO ITINERANTE EM BOM LUGAR.

 O  Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), por meio do projeto Conciliação está oeferencendo um serviço itinerante para  a população de Alt...